A+ A-

Pará de Minas e Região


Índice de letalidade por intubação já chega aos 85%

Capa

A intubação, apesar de ser um procedimento aplicado para salvar vidas, tem apresentado resultados preocupantes em relação ao tratamento dos pacientes com covid-19. 

Quando alguém é internado e evolui para um quadro de insuficiência respiratória grave, perdendo a capacidade de respirar sozinho, o procedimento recomendado é a intubação. 

O equipamento auxilia na respiração por meio de um tubo colocado na garganta, o que acontece com certa frequência já que cerca de 10% das pessoas internadas com covid-19 acabam precisando desse tipo de ventilação.

Acontece que depois de entrarem para a intubação, poucos se recuperam. O índice de letalidade é altíssimo e os médicos ainda não conseguiram chegar a uma resposta conclusiva sobre isso.

O médico infectologista Adriano Oliveira Marchi conversou com o JM e confirmou que lamentavelmente nas UTIs mais de 80% dos pacientes não resistem à intubação:

Levando em consideração que um dos motivos dessa alta taxa de letalidade é a demora para que os pacientes recebam o atendimento especializado na terapia intensiva, doutor Adriano alerta à população para que se adiante na busca de ajuda médica. 

Ao perceber o surgimento dos sintomas de covid, é necessário buscar ajuda dos profissionais de saúde. Nos casos em que for constatada falta de ar, a procura por uma UBS ou pela UPA deve ser imediata: 

O médico também reforça a importância da manutenção das medidas preventivas como uso de máscaras, higienização das mãos e o distanciamento social, inclusive para aqueles que já receberam a vacina.

Foto: Divulgação/HNSC