A+ A-

Mundo Esportivo


Mundo Esportivo - 19/04/2017    Comentar   Facebook
Fechar

Comentar

Time alvinegro encara o Libertad-PAR, fora de casa, para se manter na liderança do grupo 6

Capa

Uma partida para fazer as pazes com o torcedor. O encontro entre Atlético e Libertad-PAR, nesta quarta-feira (19), às 21h45, em Assunção, pela terceira rodada da fase de grupos da Libertadores, coloca muito mais coisas em jogo do que simplesmente a conquista de mais três pontos para manter a liderança do grupo 6. Além de vencer, o Galo precisa convencer e espantar a desconfiança sobre o elenco.

São três jogos sem vitória no Campeonato Mineiro e uma goleada, pela Libertadores, contra o Sport-Boys-BOL, depois de um primeiro tempo de muita dificuldade. No domingo, ao empatar com a URT por 1 a 1, a torcida protestou: vaiou o time e o treinador no fim do jogo, rompendo, pela primeira vez, o clima harmônico entre plantel, comissão técnica e arquibancadas.

Mais uma vez, o presidente Daniel Nepomuceno conversou com os atletas no vestiário, assim como havia feito na derrota para o Cruzeiro. Para Marcos Rocha, no entanto, a presença do dirigente é normal. “O Daniel é muito presente, tanto nas horas boas como nas ruins. Temos que ligar o alerta, sim”, resumiu o lateral.

Em Assunção, o Galo encontrará um adversário que também precisa se afirmar. Os paraguaios foram derrotados, em casa, na semana passada, pelo Godoy Cruz-ARG, por 2 a 1, e perdeu, na sequência, para o Guarani, pelo Campeonato Paraguaio. Com apenas um ponto na tabela, vencer é questão de sobrevivência para o Libertad na competição. Em caso de derrota, a equipe terá que vencer os últimos três jogos da competição.

Após perder o meia-atacante Luan, que desfalcará a equipe por conta de uma lesão na coxa direita, o técnico Roger Machado recebeu uma boa notícia. Maicosuel foi liberado pelo departamento médico e viajou com o grupo alvinegro ao Paraguai. Sem jogar desde o fim de fevereiro, o meia deve iniciar a partida no banco de reservas e vive a expectativa de entrar no decorrer da partida.

“Foi uma boa recuperação. Espero estar bem melhor fisicamente, mais forte e mais preparado, para ajudar o Galo nessa Libertadores. Vamos enfrentar um time de muita pegada, fora de casa, sabendo que não vai ser fácil, como nunca é na Libertadores. Mas estamos bem-preparados, treinamos bem e vamos para lá jogar de igual para igual”, projetou Maicosuel.

“Temos consciência de que o trabalho está sendo feito com muita dedicação. A gente sabe que a cobrança é natural. Internamente, a nossa confiança é grande. Vamos tentar juntar forças e trazer todo mundo para o nosso lado para ficarmos mais fortes ainda.” 
Fred - Atacante do Atlético.

Otempo